Torne-se um motorista consciente

Um trânsito agradável e seguro se faz de motoristas conscientes. E nós, motoristas que ainda estamos acordando para nossas reais responsabilidades, somos parte disso.

Mas espera aí, porque ainda estamos acordando para as nossas responsabilidades?
Já tiramos a carteira de motorista, fizemos o exame médico e psicotécnico, estudamos as aulas de mecânica e de direção defensiva!
O que é que está faltando?

Realmente, da forma como foi dita, parece que estamos contribuindo pouco com esse trânsito que tanto desejamos.
O que é que esse tal de motorista consciente tem de acordado, que nós não temos?

Bom, já vou logo avisando que eu não sou nenhum expert no volante, mas que justamente por isso e pela minha vontade em ser melhor, acredito que posso falar de igual para igual sobre as dificuldades que enfrentamos e compartilhar minhas sugestões de como podemos nos melhorar para superá-las.

Depois de algum tempo observando, conversando e analisando, consegui anotar essas  5 características e habilidades do motorista consciente :

  1. Paciência
  2. Atenção
  3. Segurança
  4. Planejamento
  5. Cidadania
  6. Bônus: Gentileza

Paciência

A paciência é o pilar da paz, seja no trânsito ou em qualquer espaço de convivência.
Então, a consequência mais natural para obter um trânsito tranquilo é que nos equipemos com essa preciosa virtude.

Agindo assim não alimentaremos as atitudes debilitadas de alguns companheiros menos esclarecidos.

Sinceramente, acredito que esse atributo é tão virtuoso, por si só, que se eu fosse pedir para guardar uma única palavra de todo esse texto, seria esta: paciência.

A paciência constrói, em todos nós, a resistência e o fortalecimento íntimo no trânsito e na vida.
Em especial, no espaço conturbado das ruas, avenidas e estradas, ela torna-se não só mantenedora da paz individual como também da paz geral, já que quando percebemos uma atitude agradável, logo nos sentimos motivados a imitá-la, favorecendo sua multiplicação.

O motorista consciente sempre exercita sua paciência!

Atenção

A paciência é o que poderíamos chamar de elemento de suporte, pois ela auxilia para que suportemos a dificuldade e não causemos com isso maiores transtornos aos outros.
Mas ela por si só, não previne acidentes. E é aí que entra a outra característica fundamental presente num bom motorista: atenção.

Muitos ainda não perceberam o quanto é sério estar atento sob a direção de um veículo.
A “boa” técnica de direção cria uma falsa sensação de controle e o que mais se vê por aí é gente distraída atrás dos volantes e dos guidons, causando espanto e acidentes.

Estar atento faz a diferença entre você chegar em casa, no hospital, ou pior: não chegar.
É a atenção constante que te alerta a tomar as decisões ágeis e rápidas, que resultam na prevenção de problemas e acidentes.

No transito a nossa atenção é testada a todo instante, e por isso devemos repetir vigoroso apelo às nossas consciências para fugir do modo automático que a correria da vida nos coloca.

Nossa atenção é reflexo do nosso bem estar emocional, psíquico e físico; consequentemente se não estamos saudáveis o suficiente, devemos evitar a direção.

O motorista consciente busca sempre estar atento, pois a atenção é o primeiro elemento capaz de garantir a sua segurança e a dos outros.

Segurança

As preocupações diárias são tantas que muitas vezes relegamos ao esquecimento certos princípios básicos de uma vivência tranquila.

Somente para alguns poucos, o ato de dirigir é uma profissão.
Para a grande maioria de nós: carros, motos, caminhões… são meros instrumentos que nos permitem ir de um lado a outro com agilidade ou por necessidade.

Então, como ferramentas que são, devemos nos lembrar do seguinte: quando essas ferramentas estão sendo utilizadas não devem machucar o operador ou qualquer um que estiver por perto.
Ou seja, nosso compromisso é garantir a nossa segurança e a de todos os outros ao nosso redor.

O motorista consciente sabe disso e vivencia isso da seguinte forma, antes de tomar uma decisão ele sempre se pergunta:

Com essa minha atitude eu estou garantindo a minha segurança e a daqueles à minha volta?

É uma pergunta simples, mas sua resposta age de forma muito contundente em nossos atos.

No manuseio do seu veículo o motorista consciente sempre busca a segurança em seus atos.

Planejamento

Se colocamos a atenção como elemento de prevenção imediata dos acidentes, o planejamento é um passo além: uma visão mais ampla e experiente das possibilidades que os caminhos lhe oferecem.

Planejar é nada menos que um hábito para o motorista consciente. Os poucos minutos que ele gasta planejando, se refletem em dias, meses e até uma vida inteira de tranquilidade. Além disso, quem planeja gasta menos e pode se preocupar em gastar com sua família e amigos, do que no mecânico ou hospital.

É claro que não existe uma previsão do futuro, mas o planejamento diminui enormemente as dificuldades que aparecem.

É também uma forma de dizer que se preocupa, que se importa. Quem é desleixado ou esquecido sofre com seu carro e com o transito.

Exercitando o planejamento, o motorista consciente torna-se mais experiente, diminui as chances de repetir os mesmos erros, aumenta sua segurança e tranquilidade, e ainda demonstra respeito àqueles que dividem sua estrada.

A oportunidade favorece a mente preparada.


Cidadania

Muito além das técnicas e dos conhecimentos, o homem se apresenta ao mundo pela sua relação com este.

Nós não vivemos sozinhos, e muito menos dirigimos sozinhos.

Uma vez que alcançarmos novos degraus das habilidades acima, poderemos sentir uma forte necessidade de passar adiante as nossas experiências. Nesse momento estaremos auxiliando a fechar o ciclo de evolução do motorista consciente:

fortalecer, perceber, praticar, aprender e compartilhar

Se puder, escreva.
Se puder, fale.
Ainda tímido? acene, gesticule, sorria.

Expresse-se como quiser, mas sempre se esforce para que o trânsito seja melhor

Se ainda não sentiu essa necessidade, não tem problema, tenha paciência pois cada um tem um tempo diferente.

Bônus: Gentileza

Enquanto eu elaborava esse artigo, me lembrei da campanha do Trânsito Gentil, cuja bandeira é sobre a gentileza. Então vou pegar emprestado essa idéia pra fechar com chave de ouro.

Os primeiros itens acima – paciência, atenção, segurança e planejamento –  conduzem o motorista a um estado de aprendizado e interiorização. Já o último – cidadania –  impulsiona-o a se manifestar e se relacionar.

Então, para alcançar bons relacionamentos, sugiro que a gentileza nos guie. Assim como as palavras refletem-se no intelecto, a gentileza reflete-se no coração.

No exercício da gentileza o motorista consciente busca educar-se e ao outros ao seu redor!

E então, será que já somos motoristas conscientes ou ainda temos algum caminho a percorrer ?
Será que o motorista consciente realmente precisa ser isso tudo? Ou quem sabe, ainda precisa de mais?

Vamos discutir! Deixe aqui suas experiências e sugestões !

Gostou? Compartilhe

Se você gostou deste post, escreva um comentário e/ou cadastre-se em nosso feed.

Comentários

Oi,
eu estava fazendo meu teste psicotécnico e ela falou:
– Cite características de ser um bom motorista.
– Paciência e atenção. Falei.
Quase ela me reprova, mas não são características… de ser um bom motorista???

Olá Erika.

Paciência e atenção são ótimas características de um bom motorista.
Mas devemos sempre nos lembrar do básico: técnicas de direção e conhecimento das leis de trânsito. Sem elas nem adianta pegar o carro para treinar as outras.

Abraços

I really like what you’re providing here. Keep posting that way. Take care!

Acho que o que falta é o quesito EDUCAÇÃO. Também tem um outro chamado EVITAR O CARRO. O primeiro sugerido fica difícil quando falta investimento e ainda tem sujeitos como um tal em Curitiba que tem um site que deseduca o motorista. Curitiba é a cidade mais motorizada do país e veja o que esse cara apregoa:

http://esquentadinho.wordpress.com/2011/07/19/sinal-verde-curitiba-chega-de-estimular-violencia/
http://esquentadinho.wordpress.com/2011/08/05/motorista-doente-vira-material-didatico/

Parabéns pelo site (precisa atualizar mais). Abraço.

Desculpe, este post está fechado para comentários.